sexta-feira, abril 24, 2009 | By: Tweety

Confissões

Não faz muito tempo disse a duas pessoas que nunca tinha amado ninguém, e que dificilmente iria amar uma pessoa. Não vos vou dizer que estava maluco na altura e que agora as coisas não são bem assim.

Mas passaram-se uns tempos, e mudam-se as vontades mas não os sentimentos.

Hoje sei que a primeira afirmação não podia ser mais verdadeira, até então, nunca tinha amado verdadeiramente ninguém, e eu sabia-o sentia-o. Hoje confesso que de certa forma começava a ter receio de nunca vir a amar. Quanto à segunda, não sei, enganei-me, e o mais incrível é que hoje sinto exactamente a mesma coisa, muito dificilmente o meu coração se vai encher de alegria como outra hora se encheu.

Neste momento sinto me completamente blindado, sem vontade de procurar ninguém, sem querer me entregar, sem querer procurar amor e amar. Não é magoa, não é dor, é apenas um sentimento de total impossibilidade e incredibilidade, algo dentro de mim, que me diz que nunca encontrarei aquele sentimento no olhar, que nunca mais me verei reflectido daquele modo que nunca mais olharei daquela forma.

Depois com este sentimento dentro de mim, sinto que só faço coisas estúpidas, tenho comportamentos completamente antagónicos, comportamentos que não me reflectem a mim, mas antes a minha luta interna contra está impossibilidade, fico zangado com o mundo, corro sem olhar para o amanhã só para não pensar, tento por todas as minhas forças anestesiar este sentimento, este pensamento tento esquecer o que me está gravado na pele, nos olhos, no coração…

IMG000065

Gostava que muitos de vós compreendessem o que eu sinto neste momento. Desejo imenso que todos vós, um dia saibam o que é realmente amar.

Desejo voltar a amar, mas Desejo intensamente continuar a amar.

quinta-feira, abril 23, 2009 | By: Tweety

Constatações #1

Tenho andado a pensar, coisa que por vezes faço, porque carga de água as mulheres acham os homens atraentes. Sim, porquê, eu sinceramente não percebo. Tenho imensas amigas e falamos abertamente de tudo, ou quase tudo, mas há uma coisa que eu não percebo como é que se consegue gostar de homens e ainda para mais achar giros e BONS e coisas que tais. Confesso não me entra na cabeça.

Outra coisa que me tem posto os nervos em franja é a predilecção feminina por dois tipos muito genéricos de aspecto masculino, o “ar de cachorrinho perdido” e o de “és gira, engraçada, mas eu não quero nada contigo”.

Jud law

 

Enquanto o primeiro, ok eu até quase que percebo… O segundo é que eu não compreendo mesmo.!!!!

Porquê que se um gajo não der bola nenhuma, elas caem lhe todas em cima que até parece que ele tem Mel ?! Eu acho isto surreal ( !!! )e nunca me tinha apercebido desta faceta feminina.

Falando para mim mesmo, acho que só pode ser devido a sentirem-se sem poder, sem capacidade para dominar a outra pessoa. Afinal isto é algo que quando perdem, lhes dá cabo da cabeça e activam algum gene no cromossoma X que se chama “porquê que ele não gosta de mim” e o gene “ curiosidade matou o gato” e é vê-las a fazerem 30 por uma linha atrás do rapazito.

Isto juro que não percebo, será que é aquele fetiche do fruto proibido, ou do alcançar o impossível. Alguma coisa é, eu é que não consigo descortinar o quê?

Mas prontos é como dizem: “Burro velho não aprende línguas” – o que só quer dizer que não sou velho :P , mas ainda bem que descobri, afinal “ antes tarde que nunca “  LOL

Writers Block

E não é que a porra da inspiração não me vem… arre para a maldita… Bem acho que me vou levantar da cama afinal já são horinhas e começo a ficar atrasado para cumprir os meus objectivos… semanais.

writersblock

Confesso não estou completamente sem ideias, apenas não posso estar sempre a escrever o mesmo.

quarta-feira, abril 22, 2009 | By: Tweety

Falta de inspiração

Bem hoje até queria fazer um post todo inspirado sobre um tema profundo que disse-se algo de novo e interessante, mas não é que a porra da inspiração não me veio?

Terei bloqueio de escritor? estarei a ficar velho? estarei chato?

Alguém que me esclareça porque eu preciso de me inspirar!!!

calvin003

Parabéns a você…

Para o Companheiro, camarada, amigo e biólogo Dário… Os meus mais sinceros parabéns, esperança de dias cada vez melhores e um futuro risonho para ti…

 

Espero que o bolo seja do teu agrado… Podes ter a certeza que eu este não ajudo a soprar.

 

Bolosdeniver06

Grande Abraço

do

Tweety

segunda-feira, abril 20, 2009 | By: Tweety

EM REMODELAÇÃO

Blog em remodelação desculpem o incomodo, prometemos ser Breves

sinal10

A gerência agradece

Loading Blog...........Novo Layout pronto... faltam só umas pequenas coisas......

“Porquê que nos não somos assim ?”

Confesso que estou um pouco cansado tenho dormido pouco, não por estar a pensar mas por estar a falar.

Não que me arrependa, porque sei que é falar que as pessoas se entendem e superam os problemas, mas a verdadeira questão é que a minha cabeça ainda não parou.

E hoje acordei com uma frase na minha cabeça, que responde a muitas perguntas..

- Aquilo que nos une é aquilo que nos separa

Eu já nem me lembrava de onde a tinha ouvido, sabia apenas que era de uma musica, mas nem sabia de quem era, uma visita ao google e :

 

Reparei que a frase não é bem assim…

vá se lá saber..

coisas recorrentes…

Ok não faz muito o meu estilo… mas pelos vistos para onde viro a Kate Perry está lá.

não sei se é bom ou mau :P, ou o que é…

 

é o que é!

domingo, abril 19, 2009 | By: Tweety

Não sei o que dizer…

estou incrivelmente calmo… não sei o que se passa… sinto que algo mudou em mim não o percebo, se calhar é só cansaço ou a lembrança de voltar para a Vila, mais uma fuga… mais uma correria.

laby_balcony

 

Gostava de perceber muita coisa… e principalmente porquê que certas coisas coisas acontecem de determinada maneira e não de outra, tenho umas teorias mas não são para hoje.

sábado, abril 18, 2009 | By: Tweety

Dreaming

Há coisas incríveis, já me ia deitar… sim agora mesmo, deitei-me e fechei os olhos… Foi o que bastou, toda a noite de sonhos veio-me à mente. É incrível a sensação que hoje senti… não vos digo o que foi, porque não interessa para além de mim. Porque que é assim tão especial?  Para começar porque sou incapaz de me recordar da maioria deles, mas este foi especial a sensação que tive foi única, algo que eu já não sentia à muito nos sonhos, é indescritível… nada parecia normal, estava tudo ao contrário, mas incrivelmente certo eu estava completo… a verdade é que acordei com aquela sensação de desilusão e de decididamente não querer acordar…

 

Quero voltar a sonhar…

 

E depois o meu humor fica assim…

Viagens

Quem me conhece, sabe que adoro viajar, quem me conhece mesmo bem, sabe que gosto de sair à aventura, que é como quem diz fazer coisas que não estavam planeadas…

Na semana passada, fui tomar um café a braga, digamos que o dia foi difícil, muitas recordações vieram ao de cima e não conseguia estar sozinho… Fui a Braga tomar café com o Carlos e conhecer a namorada dele, muito simpática e bonita e Turca por sinal, mas com um óptimo sotaque brasileiro, nem sei que filmes lhe andas a mostrar :P.

braga

Esta semana, foi a vez de Aveiro. Como para além de outras coisas devia uma visita à minha afilhadita, que fugiu da Bila à 2 anos, resolvi unir o útil ao agradável, fui espairecer a cabeça para a Veneza de Portugal, ou seja fui para a terra dos ovos moles. E como é normal descobri que há coisas que não mudam, ou seja que a vida Universitária é sempre a mesma, e isto é como quem diz, são todos uma cambada de bêbados :) a diferença é que lá não há um ritmo muito conhecido dos Vila-realenses… isto é como quem diz é tudo uma cambada de fracos… Aveiro já não é o que era :P

P15-04-09_14.52_1

E pronto, eis me de volta à terrinha… quem me dera que com menos problemas, quem me dera que com menos pensamentos, quem me dera mais descansado… infelizmente não…

 

Mas pronto a vida segue porque tem que seguir… para onde for…

 

Mental note: Para a próxima vez que for de viagem não esquecer de levar os 2 carregadores dos telemóveis… dá sempre jeito quando se fica sem bateria e ficamos 2 dias incontactáveis.

sexta-feira, abril 17, 2009 | By: Tweety

My mood…

É me difícil dizer o que sinto, é me difícil perceber o que sinto, a vida dá voltas e voltas e parece que quanto mais tentamos fugir mais voltamos ao mesmo.

Não consigo parar…Parar de pensar…

 

algum dia parará…

Têm que parar

:‘|

terça-feira, abril 14, 2009 | By: Tweety

Dia de M****

Há dias assim, nada corre bem…

Começa mal, vai mal e acaba mais ao menos mal… é o verdadeiro, “dia para quê que eu sai da cama”.

 

Resumo :

Não acordei de manhã e tenho a impressão que desiludi alguém, pelo menos a mim desiludi de certeza.

Esqueci-me de fazer o almoço para a minha irmã tipo duhhhh

Tirei o pijama ás 17 da tarde…. sai de casa ás 18:30 uiiiii (bem pelo menos sai de casa)

Finalmente consegui meter a porra do IRS e descobri que não ia receber nada e tenho de pagar… Que Baummmm

Ora bolas…

Agora vou para casa só espero não ser assaltado no caminho para casa….

 

Quero sentir que controlo a minha vida!!!!!!!!!

não desgraças:

Soube que no sábado só entro ás 4 da tarde, fonix estou em uma loja que me devolvem as horas que eu fico a mais, só não percebo porque que antes não era assim?! há já sei antes alteravam as horas das pessoas à mão…

O meu orientador deu me os parabéns pelos resumos :) obrigado Cláudia sem ti era impossível ficar assim!!

segunda-feira, abril 13, 2009 | By: Tweety

Não sei…

…se tenho mais medo de não conseguir voltar a amar do que de perder a tua amizade?

Lucky…

Só os mais afortunados sentem isto…

 

…só os fortes sobrevivem.

 

…?

sábado, abril 11, 2009 | By: Tweety

Eu não acredito em bruxas…

calvinnatal.nnathan.com

Mas que as ai…ai…

Liderança e delegação

Se é verdade que eu sou um “possidónio” quando toca a trabalhos, apresentações e coisas que tais é verdade. Também é verdade que gosto de fazer sempre os trabalhinhos impecáveis nem que isso signifique que seja eu a acabar por fazer tudo.

Ontem disseram-me tens que saber delegar…

Ok, eu deleguei… Ok não resultou

Big duhhhhhhhhhhhhhhhhhhhhhhhhhhhhhhhhhhhhhhhhhh

Tiago have to work…

mental note: Tiago tens que melhorar a característica de liderança

sexta-feira, abril 10, 2009 | By: Tweety

A música do dia…

Há coisas estranhas, e a verdade é que depois até fazem algum sentido. Esta música hoje levou-me a viajar, levou me a sorrir, trouxe me memórias, e o vídeo diz como eu estou Lost.

 

 

Perdido, sim sinto me perdido, sinto que vagueio, pairo literalmente no ar, não como uma pena, mas como um saco.

Não tenho a leveza de espírito da pena, com uma queda suavemente bela. Estou antes aos trambolhões no ar, viro e revolvo sem parar sempre com barulho e brusquidão e sempre sem querer cair, porque já sei o meu destino não vai ser bonito. Seguro me a cada corrente de ar, que dura pequenos segundos, por muito pouco que dure chega-me apenas preciso de tentar encontrar outra para me levar para um outro lado, não importa para onde vão, não quero saber, levem-me carreguem-me para longe, simplesmente não quero saber para onde. Apenas não consigo estar aqui, não consigo estar parado, quieto, preciso de não pensar!

Estou assim estou dentro de um turbilhão, só me apetece correr correr sem parar, sem parar… sem destino…

Ás vezes aquilo que mais nos custa a fazer e a mais acertada são a mesma

tantos significados e sempre tão verdadeira, não sei o que me deu entrou me na cabeça, levou me ao que já fui…trouxe-me de volta estou aqui sou eu sempre igual a mim, sempre lutador, sempre, sempre… custe o que custar, as feridas são marcas que me fazem que eu sou, eu sou elas e elas tornam-se na minha alma. Nada é errado desde que se faça com a alma… Tudo com a alma.

já me tinha sentido assim

quarta-feira, abril 08, 2009 | By: Tweety

“O Mundo está nas mãos daqueles que têm coragem de sonhar, e correr o risco de viver os seus sonhos”

“Para ser grande, sê inteiro: nada

Teu exagera ou exclui.

Sê todo em cada coisa. Põe quanto és

No mínimo que fazes.

Assim em cada lago a lua toda

Brilha, porque alta vive. “

 

Tirado daqui,

P08-04-09_20.23[01]

Desabafo

Sem saber o que desabafar, sem saber o que dizer… sinto-me

tears

Vazio

“ E depois quando nos apercebemos que as conversas são forçadas, acabando sempre num silêncio angustiante ...isso sim dói mais ainda porque parece que há tanto para dizer e ao mesmo tempo tão pouco.

Muito para dizer!!!

terça-feira, abril 07, 2009 | By: Tweety

Delete…

P07-04-09_09.45

Como se as teclas do teclado fossem suficientes para alterar a nossa vida…

Por favor não tentes me magoar mais do que eu já estou, sofrer mais é impossível

segunda-feira, abril 06, 2009 | By: Tweety

Agora…

a) …já sabes como acordo e durmo.

b) …já sabes como me senti desde o teu grito em silêncio.

c) …já sabes o quanto me magoa não me ouvires, e não confiares.

d) …já sabes como eu vivo, e porque não sofro.

e) …já sabes, porque eu sempre disse que tinha que acontecer…

f) … já sabes porque eu não me arrependo.

g) … já sabes o que eu senti todos os finais de semana em que não te pude ver.

h) … já sabes mesmo o que senti sempre que soube que estavas com ele.

i) … já sabes como eu me senti quando vi e ouvi o mesmo.

j) … já sabes que não fizeste isso, porque esperar não é escolher.

l) … já sabes as perguntas que eu me pergunto.

m) … já sabes porquê que eu me pergunto, se te perguntas porque não te respondes.

n) … já sabes que eu por me ser muito difícil dizer o mesmo, não minto sobre o que sinto.

o) … já sabes, que eu não tenho medo nenhum, porque se algum dia chegar saberei que não fui eu que o chamei.

 

Não quero a pena de ninguém, porque é por pena de outra pessoa que estamos onde estamos…

Se confessas tudo o que confessas com o teu coração, como podes dizer que serás sempre a minha L. estando tu com outra pessoa.

A única pessoa que te tira a felicidade, é aquela que te conhece melhor do que Eu.

Eu vs Janela

E a pedido de várias famílias, aqui estão os resultados de um embate de Titãs, confesso que ela nunca teve hipótese. 

 

P06-04-09_17.54   

Já não parece tão mau quanto parecia, apenas 2 feridos graves, uns poucos de feridos ligeiros, um dia com a mão ligada, e conhecimento pormenorizando das urgências de Vila Real, ou pelo menos no sotaque dos seus funcionários (aquilo parecia uma telenovela brasileira), e que lá também não sabem o que é agulha e linha para cozer, é o que ganhei.

Perdi muita coisa, mas o incrível é que assim tenho a certeza de que há feridas mesmo difíceis de sarar, ou que nós não queremos que sarem.

agora já sabem o resultado de nos sentir-mos assim

Bem pelos vistos marcaste me também nas mãos…

Post Roubado

Um post roubado…

http://mrnobodyii.blogspot.com/2009/03/despedida.html

“Existem duas dores de amor:
A primeira é quando a relação termina e a gente, seguindo amando, tem que se acostumar com a ausência do outro, com a sensação de perda, de rejeição e com a falta de perspectiva, já que ainda estamos tão embrulhados na dor que não conseguimos ver luz no fim do túnel.

A segunda dor é quando começamos a vislumbrar a luz no fim do túnel.
A mais dilacerante é a dor física da falta de beijos e abraços, a dor de virar desimportante para o ser amado.
Mas, quando esta dor passa, começamos um outro ritual de despedida: a dor de abandonar o amor que sentíamos.
A dor de esvaziar o coração, de remover a saudade, de ficar livre, sem sentimento especial por aquela pessoa. Dói também…

Na verdade, ficamos apegados ao amor tanto quanto à pessoa que o gerou.
Muitas pessoas reclamam por não conseguir se desprender de alguém.
É que, sem se darem conta, não querem se desprender.
Aquele amor, mesmo não retribuído, tornou-se um souvenir, lembrança de uma época bonita que foi vivida…
Passou a ser um bem de valor inestimável, é uma sensação à qual a gente se apega. Faz parte de nós.
Queremos, logicamente, voltar a ser alegres e disponíveis, mas para isso é preciso abrir mão de algo que nos foi caro por muito tempo, que de certa maneira entranhou-se na gente, e que só com muito esforço é possível alforriar.

É uma dor mais amena, quase imperceptível.
Talvez, por isso, costuma durar mais do que a ‘dor-de-cotovelo’ propriamente dita. É uma dor que nos confunde.
Parece ser aquela mesma dor primeira, mas já é outra. A pessoa que nos deixou já não nos interessa mais, mas interessa o amor que sentíamos por ela, aquele amor que nos justificava como seres humanos, que nos colocava dentro das estatísticas: “Eu amo, logo existo”.

Despedir-se de um amor é despedir-se de si mesmo.
É o arremate de uma história que terminou, externamente, sem nossa concordância, mas que precisa também sair de dentro da gente…
E só então a gente poderá amar, de novo.

(Martha Medeiros)”

Eu, gostava de saber onde estou…

domingo, abril 05, 2009 | By: Tweety

Porquê…

sozinho que só me surge esta palavra na cabeça…

sábado, abril 04, 2009 | By: Tweety
sexta-feira, abril 03, 2009 | By: Tweety
quinta-feira, abril 02, 2009 | By: Tweety

I really need…

silent_scream_by_missmands screammmmmm

Multiple thoughts

P02-04-09_19.45

Sometimes i think I'm a artist

Respiro…

 

…respiro

The million dollar question

Não consigo parar de pensar no que me disseste, não pela pergunta em si, porque a essa acho que já respondi, mas pelo significado que tem em ti, o fazeres essa pergunta.

“Será que o nosso amor resiste ao nosso distanciamento  ? ”

é esta a tua verdadeira interrogação.

A resposta é simples, e és tu que te tens de responder a ti própria, “Porquê te fazes essa interrogação ?” , ao te responderes irás saber se o que sentes é capaz de sobreviver a tudo, e ai terás a resposta à tua interrogação, talvez ai deixes de ter dúvidas.

 

question-mark

Eu apenas sobrevivo…

Tic tac

Mais um dia… do resto da minha vida… sinto falta… sinto imensa falta…

cute_baby (69)

contigo…

quarta-feira, abril 01, 2009 | By: Tweety

Vacuo

O silêncio sepulcral da minha vida abafa todos os meus pensamentos.

Turbilhõs de ideias, de caminhos, de hipoteses, que surgem um após o outro, ora tenho em mim o acreditar de um bebé, ou o destino traçado de um velho.

Penso, reflito, contra argumento comigo mesmo, mas quem sempre diz de sua razão, é o vacuo de minha vida.Not Waving But Drowning

Fujo de mim, não aguento estar sozinho por um minuto que seja. O silêncio trespassa-me a alma. Vagueio à procura da companhia improvável, daquele que já não me diz nada só para acalmar a mente. Procuro não pensar tanto, procuro não me lembrar… Corro do silêncio do dia, adormeço a fugir do silêncio da noite, acordo… nem sei para quê acordo acordo para voltar a pensar, voltar a lembrar.

Mas como posso pensar em não me lembrar de algo que está gravado na nossa alma, debaixo da minha pele, como se qualquer pensamento para o arrancar de mim fosse contra natura, como se me estivesse a auto-mutilar, como se me mata-se.

 

não sei como parar, não sei que fazer, não sei que pensar, não sei como acreditar.

Related Posts with Thumbnails
Site Meter